A noite do dia 29 de dezembro abre a temporada de verão com shows da Bateria da Unidos do Arroio e Tchê Guri vai homenagear casal Natalício e Dalva Alves

Já virou tradição a Prefeitura do Balneário Arroio do Silva homenagear, na data de seu aniversário, pessoas ilustres e que contribuem para o desenvolvimento da cidade. Neste dia 29 de dezembro 2019, em solenidade marcada para às 20 horas, os homenageados serão o casal Dalva Borges Alves e Natalício João Alves. Seu Natalício João Alves nasceu em 25.12.1935 no município de Araranguá. Desde tenra idade reside no Balneário Arroio do Silva, filho de Inácia Maria de Jesus e João Ponciano Alves. Ele foi o primeiro a construir uma casa de alvenaria no nosso município, feito este que gerou uma homenagem em 2016 por parte dos vereadores. Seu Natalício também exerceu as profissões de Pescador, Comerciante e Construtor. Em novembro de 1956 uniu-se em matrimônio com Dalva Maria Borges Alves. Ela, dona de casa, nascida em 20.11.1940, filha de Lucília e Antonio Borges filho. Constituíram família e tiveram 5 filhos: Marli, Mauro, Marileuza, Milton e Marilene. 11 netos (01 em memoriam) e até o momento 11 bisnetos. Dona Dalva e seu Natalício são pessoas conhecidíssimas no nosso município e que contribuem muito para o crescimento do mesmo.

Após a homenagem ao casal “Amigos do Arroio” haverá a queima de fogos com baixo ruído, parabéns a você, shows com a Bateria Unidos do Arroio e a banda Tchê Guri.  “Esperamos todos os moradores, veranistas e visitantes para esta grande festa. Temos muito a comemorar, são 24 anos de desenvolvimento. Hoje, como gestor é uma honra contribuir com obras como a extensão de água para a Praia da Caçamba, Regularização Fundiária. Plano Diretor, Plano de Carreira para os servidores e o Avançar Cidades que será um dos marcos da gestão”, afirma o prefeito Juscelino da Silva Guimarães, o Mineiro.

Histórico do Arroio do Silva

A História do município começou em meados do século XVIII, em uma casa no campo, nas margens de um arroio que corria para o mar onde morava a família Silva, uma das primeiras a fixar residência na localidade, que mais tarde passou a ser chamada de Arroio do Silva. A Serra Geral e o litoral de mar aberto serviam como referência para viajantes variados, entre eles emissários da corte, missionários e militares. As florestas da região eram habitadas pelos índios carijós, mas aos poucos foram estabelecidos caminhos de tropeiros, formando um grande triângulo de passagem de gado entre Viamão, no Rio Grande do Sul, e as cidades catarinenses de Araranguá e de Lages. O período de colonização iniciou no século XIX com a chegada dos imigrantes e descendentes de açorianos, italianos e alemães. Arroio do Silva passou a Distrito de Araranguá em 20 de Setembro de 1988. Em Abril de 1995 foi formada a Comissão Emancipacionista com 14 moradores. Em 29 de dezembro de 1995, após o plebiscito, a Assembléia Legislativa aprovou o projeto de lei da emancipação, lei que foi sancionada pelo Governador do Estado Paulo Afonso Evangelista Vieira. A partir deste marco histórico, Arroio do Silva foi desmembrado de Araranguá, passando a ser município e a chamar-se oficialmente pelo nome de “Balneário Arroio do Silva”.

Fonte: Assessoria de Comunicação