Autoridades do Arroio iniciam debate sobre implantação de câmeras de monitoramento no balneário

Na noite desta quarta-feira, 17 de julho, a Câmara de Vereadores do município de Balneário Arroio do Silva foi palco de um importante debate sobre a possibilidade, assim como já ocorre em Araranguá e outras cidades da região,da implantação de sistema de monitoramento com câmeras de segurança.

A reunião informal contou com a presença do Presidente da ACIVA, André Pietsch Serafin e do Presidente do Forum de Segurança e presidente da OAB de Araranguá, Dr. Laércio Machado Júnior; que detalharam todos os passos do projeto de parceria público-privada, que resultou na instalação de 10 equipamentos de monitoramento em Araranguá.

No evento convocado pela câmara, numa iniciativa dos vereadores Paulo Martins dos Santos Júnior, Wanderlei de Souza  e  Câmara de Dirigentes Lojistas, estavam representantes das polícias civil e militar, do executivo e comerciantes do Arroio do Silva.

Conforme explicou o advogado Laércio Machado Júnior, o grande objetivo do sistema de monitoramento com câmeras nas cidades do Vale é o de que “uma cidade vai auxiliando a outra e a ideia é fechar todo o sul do estado para trazer mais segurança para nossas cidades”.

O Presidente da ACIVA, André Serafin, ressaltou que com a implantação das câmeras de segurança se busca reduzir a circulação de meliantes na cidade. “O custo benefício é muito bom e a empresa que fornece os equipamentos oferece a manutenção das câmeras”, frisa.

Na avaliação do secretário de Administração e Finanças do Arroio do Silva, Durval Oliveira Souza Neto, dar maior segurança aos munícipes é uma das obrigações do executivo. “A prefeitura tem que contribuir para que as coisas fluam e o resultado vai refletir em maior segurança para a população, sem comprometer a segurança financeira do município. Com mais essa ferramenta, os policiais farão seu trabalho com muito mais eficácia”, disse.

O Presidente do legislativo arroiosilvense, vereador Everaldo Caetano, definiu o primeiro encontro como um ponta-pé inicial. “Foi uma reunião muito produtiva, sabemos da deficiência que a polícia tem em seu efetivo e esta ferramenta vai ser um importante aliado na segurança do município”, finalizou Chapelão. A próxima etapa será um estudo de viabilidade técnica sobre os principais pontos que poderão receber o sistema de videomonitoramento no Arroio do Silva, que incluiu posteamento e sinal de internet e a viabilização do convênio entre a Prefeitura e CDL.

Fonte:Assessoria de imprensa CMBAS