Defesa Civil de SC conquista 1º lugar em prêmio da Fapesc com o projeto dos CIGERDs

A gestão pública também pode ser inovadora nos seus processos. Prova disso são os vencedores do Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer, realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc). O Centro Integrado de Gerenciamento de Risco e Desastres (CIGERD) da Defesa Civil de Santa Catarina conquistou o primeiro lugar na categoria Governo Inovador, seguido das prefeituras de Luzerna (2º lugar) e Joinville (3º lugar). Os vencedores foram divulgados na última quarta-feira (19), em Florianópolis.

O Governo de Santa Catarina foi representado no prêmio pelo Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CIGERD) da Defesa Civil. O centro tem como objetivo facilitar e apoiar o gerenciamento de riscos e desastres.  O espaço está disponível para diferentes organizações e secretarias que atuarão para solucionar algum problema ou mesmo para dar suporte à Defesa Civil. A unidade é parte de uma nova proposta com uma estrutura central em Florianópolis e mais 20 regionais. A estrutura principal conta com centro de operações, heliponto, auditório, centro de monitoramento com imagens via satélite, processamento de dados e central de logística.

Outro destaque é o trabalho realizado pela Prefeitura de Luzerna, que lançou o programa “Educação para o Mundo do Trabalho” em parceria com o Instituto Federal Catarinense para preparar os alunos para o empreendedorismo. O resultado dessa ação foi a criação da Incubadora Tecnológica de Luzerna que hoje abriga mais de 40 startups nas áreas de saúde, agroindústria, automação e energias renováveis.

Para ajudar na gestão das 2 mil ruas e os 19 mil trechos da cidade, a Prefeitura de Joinville elaborou o Smart Mobility para ajudar nas intervenções urbanas. Com isso, foram criadas cinco etapas para melhorar as intervenções de mobilidade urbana. O processo começa com o diagnóstico e o que deve ser priorizado, em seguida a estimativa de demanda, passa para simulação, depois uma análise de cenário para enfim medir os resultados. Com essa estratégia, a tomada de decisão, que antes não tinha muitos dados e que era pautada apenas na experiência dos técnicos, melhora e se torna mais eficiente.

Sobre o prêmio

Com 124 projetos e 30 finalistas em 11 categorias, a premiação homenageou projetos e serviços que impulsionam a inovação no estado. O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, destaca que a premiação englobou vencedores de diversas regiões do estado. “Essas pessoas fazem e transformam nosso Estado no que ele é: um estado inovador, um estado empreendedor. Ficamos muito satisfeitos com todas as categorias premiadas e com os participantes, pessoas e empresas que mostraram que a inovação está no DNA de Santa Catarina”, afirmou.